sábado, dezembro 13

4 ANOS MONDO BIZARRE - OLD JERUSALEM/X-WIFE/MORE REPÚBLICA MASÓNICA @ SANTIAGO ALQUIMISTA


A Mondo Bizarre comemorou ontem o seu 4º aniversário no café-teatro Santiago Alquimista. Tudo começou lá para as 11 e tal da noite. Old Jerusalem, ou Francisco Silva, se quiserem, apareceu em palco acompanhado apenas de uma guitarra acústica. Francisco Silva é um bom escritor de canções e tem uma voz gira. Não é um bom guitarrista, safa-se. Entre poucos temas de "April", e temas do próximo álbum, a sair em 2004, houve alguns problemas de feedback, mas o cantautor português safou-se bem. Nota máxima para os três temas cantados por Petra, que canta com a banda de blues Nobody's Bizness, que eram belíssimos e funcionaram muito bem. Após isto, apareceram em palco os X-Wife, a banda de DJ Kitten. Estes não passam de uma banda punk que descobriu os sintetizadores e as groove boxes. Só sabem tocar um tema, que é sempre igual, com poucas variações. O guitarrista/vocalista, DJ Kitten, tem a mania que é inglês, e pior ainda, que é o John Lyndon, dá mau nome à Fender Jaguar que maltrata, toca dois ou três acordes, o baixista usa óculos de sol, e o teclista usa sempre os mesmos sons. Uma pessoa bate o pé ao som daquilo, é verdade, mas sabe perfeitamente que aquilo é perfeitamente descartável e pouco ou nada vale. Já depois, os More República Masónica apresentaram-se em palco, mais rock'n'roll que nunca, com versões dos Stooges à mistura. São bons, não haja dúvida, e têm algum poder. O estilo do baixista não é dos melhores, mas mesmo assim, são deveras competentes. Foi uma noite agradável, mas nada memorável. Parabéns à Mondo Bizarre pelos seus quatro belos anos. Não fiquei para o dj set do Barry 7 dos Add N to (X), mas acho que deve ter sido bom.


4 anos de Mondo Bizarre