terça-feira, setembro 14

QUEIJO AZUL


Agora, depois de saber que tinha entrado para a faculdade (pronto, só entrei na 2ª opção, mas também conta), lembrei-me de uma coisa: eu gosto de queijo azul.
Há quem não goste de queijo azul, mas eu gosto. Há até quem tenha problemas com queijo azul, ou mesmo quem odeie queijo azul. É uma daquelas coisas que não podemos mesmo ignorar. Há quem goste, há quem odeie, mas ninguém lhe é indiferente.
Porque é que não se gosta de queijo azul? Será do cheiro? Tem um cheiro forte, mas é assim tão mau? Fogo, é mesmo bom. Eu gosto de queijo azul.
Falo especificamente do Danablu. Procurando "Danablu" no Google, é possível ver que os ingleses gostavam muito de Danablu depois da Segunda Guerra Mundial. Pronto, vou ter de corrigir, Eu gosto gostava de Danablu. Porque os ingleses são uma raça demasiado estranha para partilhar gostos com eles.
Pronto, pronto. Eu acho que os ingleses têm falta de sol. Por isso é que são assim. Não que este seja um post xenófobo, eu sou até um bocado inglês. Mas porquê partilhar tanta coisa com os ingleses? Pode ser que, por sorte, os ingleses tenham deixado de gostar. Mas não acredito muito nisso. Pode ser que um dia volte a gostar, não sei. Ou então estou a inventar estas baboseiras.
De qualquer forma, o Danablu é um bom queijo e não merece ser ostracizado pela sociedade que não o compreende.

Danablu

1 Comments:

At 3:55 da tarde, Blogger dfrodrig said...

Então muitos parabéns! E felicidades, que não é bem a mesma coisa...

 

Enviar um comentário

<< Home