sexta-feira, setembro 17

É UMA PENA


É uma pena que uma edição do Y tão boa quanto a de hoje esteja cheia e cheia de erros ortográficos. Mas não faz mal. A entrevista do Pedro Rios aos Blue Explosion é muito boa, assim como a divinal do grande, do incomparável João Bonifácio aos Blue Nile, estando este de regresso à escrita. Também gostei dos textos do Vítor Belanciano sobre os 1-UIK e a Lisboa mestiça, do texto do Miguel Francisco Cadete sobre "The Delivery Man" do Elvis Costello (ainda não deu para ouvir) e não cheguei a ler o regresso do Fernando Magalhães. Mas os erros ortográficos chatearam-me. Coisas como "À noites em que (...)" não ficam nada bem. Nada mesmo.
Mas os textos do Pedro Rios e do João Bonifácio são para ler, e decerto que vou ouvir os discos de que falam. Textos apaixonados que nos fazem querer ouvir os discos demonstram porque é que estes dois são do melhor que temos por cá nestas andanças.