sábado, julho 2

LIVE 8


Velhos endinheirados, ricos, que gastam mais numa tarde de luxo do que a quantia de dinheiro que todo o continente africano vê num ano, juntaram-se para lutar contra a pobreza. A pobreza de dinheiro, obviamente, porque contra a pobreza musical não lutaram.
Quase tudo ridículo, salvam-se excepções, como Kanye West, The Cure e o Paul McCartney no fim. "Helter Skelter", um momento brutal. O resto parecia a playlist da RFM ainda mais desprovida de alma e sentimento.
Vi uma jornalista da Sky News dizer que bandas novas (quando comparadas aos Coldplay - que estão prestes a quebrar a barreira que separa o inofensivo do irritante - e os Keane), como os Snow Patrol, tinham muito a ganhar em notoriedade e assim participando na brincadeira. Claro que não me importaria que ardessem todos numa bola de fogo gigante, mas há que ver que tanto os Keane como os Snow Patrol (ardam, por favor) se formaram antes dos Coldplay e que o primeiro disco dos Snow Patrol apareceu antes do primeiro dos Coldplay e do primeiro dos Keane.
Claro, deu-se a conhecer ao mundo alguns problemas monetários dos países mais pobres, bem como a fome no mundo e essas coisas todas, mas fez-se alguma coisa de especial? Porque é que eu usei duas vezes a expressão "coiso" nesta última pergunta? Bob Geldof está velho, alguém se lembrava dele? Não, pode ter pegado nisto tudo só para voltar a ser famoso. Parece um sem-abrigo com a mania, sei lá.
Houve momentos verdadeiramente horrendos, como os Pink Floyd a voltarem a juntar-se para recapitular anos e anos de foleirice e solos azeiteiros num só palco, os Bon Jovi, que para serem maus só precisam de aparecer, o Stevie Wonder a cantar com o Rob Thomas (no resto esteve bem), e muito, muito mais.
Funcionou há 20 anos? Não. Funcionou hoje? Talvez não. Está tudo mais pobre. A julgar por esta amostra, tanto a música como o continente africano estão mais pobres. Este espírito do "vamos salvar o mundo a partir da área VIP dum festival a beber champagne caro" raramente faz o que devia fazer.

2 Comments:

At 8:47 da tarde, Blogger Miguel Pereira said...

Rapazito, tu ou és ignorante ou então fazes-te. Neste post, tu não sabes minimanente tu do que estás a falar.
Em primeiro lugar, o Live8 não foi em vão, visto que o objectivo, que era saudar as dívidas dos países do 3ºmundo, foi alcançado.
Em segundo lugar, o regresso dos Pink Floyd foi dos melhores momentos do evento, senão o melhor. Em relação aos Bon Jovi, fica que esta banda já vendeu 100milhões de discos e que é uma das mais reconhecidas a nível mundial.
Por último, há 20 anos o live aid resultou, prova disso foi uma rapariga que apareceu antes do concerto da Madonna. Este Live8 teve outros objectivos que, felizmente, foram cumpridos.
Dou-te um conselho para a próxima que falares sobre uma coisa informa-te primeiro. Acho bem que tenhas um blog satírio, contudo, sê original nas piadas.

Fica aqui um abraço, de quem no fundo só te quer fazer uma crítica construtiva.

 
At 7:06 da tarde, Blogger Rodrigo said...

"Em relação aos Bon Jovi, fica que esta banda já vendeu 100milhões de discos e que é uma das mais reconhecidas a nível mundial."

Ah, então é a melhor de sempre.

 

Enviar um comentário

<< Home